Edital de concurso público: como entender?

A leitura do documento é fundamental para garantir um bom desempenho na prova

Todo profissional que busca a admissão em um concurso público já se deparou com um edital de processo seletivo longo e complexo. O documento, disponibilizado pelo órgão que organiza o exame, é a principal fonte de informações sobre o cargo e seu processo de avaliação e admissão.

Todos os certames abertos disponibilizam seus editais cerca de 45 dias antes da realização do concurso. Contudo, por ser altamente formal e detalhado em relação às leis e aos decretos que regem o concurso público, o edital pode ser difícil de entender.

Conhecer sua estrutura e ler atentamente cada tópico apresentado pode exigir tempo e paciência, mas é essencial para garantir um bom resultado na prova e a aprovação na vaga.

Processo de leitura e compreensão

Antes de conhecer a organização do edital, é importante se atentar à forma de leitura do documento e ter cuidado para que todas as informações sejam absorvidas da forma correta. Nenhum dado deve ser negligenciado e os detalhes devem ser observados atentamente para que nenhum tópico coloque em risco a participação do candidato.

A ordem de leitura deve ser feita sequencialmente, conforme as explicações são disponibilizadas. Procure ler com cuidado todas as frases e períodos para não pular nenhuma observação. As informações mais importantes costumam estar destacadas em negrito pelo edital e sites e links geralmente possuem direcionamento para a página.

Estrutura do documento

Por serem formais e padronizados pelas normas dos órgãos públicos, os editais de concursos seguem a mesma forma de organização, independentemente da instituição e da região da vaga. Esse alinhamento facilita a compreensão dos candidatos, que costumam prestar diferentes concursos ao longo da vida profissional.

A arquitetura do documento se divide em três partes: cabeçalho, tópicos e anexos. Nelas estão disponibilizadas todas as informações que o candidato precisa saber, como o órgão que oferta a vaga, as datas de inscrição, prova e divulgação de resultados e o conteúdo programático.

Cabeçalho

Divisão mais curta do documento, o cabeçalho é composto basicamente pela apresentação do processo seletivo. Nele constam informações como o número do edital, o nome e o logotipo do órgão público, como, por exemplo, “Prefeitura Municipal de Olinda”, além do anúncio formal e público do processo seletivo.

Tópicos

A divisão dos tópicos de um edital é a mais longa do documento. Ela compõe a maior parte do texto disponível e inclui as principais informações sobre a realização do concurso.

Inicialmente, a seção aborda as disposições preliminares, que resumem e apresentam o processo seletivo de forma básica antes de descrever os detalhes. Nesse trecho estão informações como a validade do processo e a recomendação de acompanhar as formas de divulgação estabelecidas no edital.

Após as disposições, os tópicos seguintes abordam as funções disponíveis no processo seletivo, que podem ser tanto para apenas um cargo quanto para vários cargos diferentes, e os requisitos para admissão na função, como ter nacionalidade brasileira, estar em dia com suas obrigações políticas e outras especificações relacionadas à função aplicada.

Com as funções e os requisitos estabelecidos, o edital apresenta explicações sobre a taxa de inscrição, as possibilidades de isenção de pagamento e as inscrições para o concurso. Nessas seções, o candidato tem acesso ao período disponível para realizar esses processos e recebe recomendações sobre como fazer a inscrição, o pagamento e a solicitação da isenção da taxa, se tiver direito.

Em seguida, é explicado o processo de avaliação curricular, análise de formação acadêmica e verificação de experiência profissional. Esse processo é específico para cada candidato e é importante para confirmar se ele ou ela atende aos requisitos para admissão na função. Caso não haja atendimento, o profissional não pode ser chamado para a vaga, mesmo que tenha aprovação técnica no exame.

Chegando aos últimos tópicos, o edital disponibiliza as informações a respeito da divulgação do resultado, como data e formas de divulgação, e classificação dos candidatos. Também são apresentadas as possibilidades de recurso que o participante pode solicitar.

Por fim, o edital apresenta o processo de contratação, divulgando os órgãos que devem ser procurados e os documentos que serão exigidos, e as disposições finais, que elenca outras dúvidas e detalhes para que não haja nenhuma brecha no processo seletivo.

Anexos

Geralmente apresentados ao final do documento, os anexos não são composição obrigatória dos editais e aparecem conforme a necessidade e as especificações do concurso. Sua função é organizar informações adicionais, como o cronograma completo do processo seletivo, o conteúdo programático da prova e os formatos de ficha de inscrição, isenção e currículo.

Deixe comentário