Usar máscara na academia é ruim? Veja dicas para respirar melhor

A necessidade de usar máscaras toda vez que saímos de casa trouxe uma necessidade de adaptação em todo o mundo. Uma das dificuldades encontradas por quem mantém uma rotina de exercícios físicos é a necessidade de usar máscara durante essas atividades, caso sejam praticadas em locais públicos.

Nesse contexto, parte das pessoas sente o receio de ter mais dificuldades para respirar. Contudo, as autoridades médicas e cientistas de todo mundo reafirmam a importância de usar máscaras em qualquer lugar fora da própria casa, a fim de evitar maior exposição à contaminação.

Por isso, se você ainda tem dificuldades para encontrar uma máscara com bom ajuste e eficácia ou, ainda, não sabe bem como usá-las e precisa manter alguma rotina de exercícios para cuidar da saúde, confira algumas dicas.

Estudo

Além da dificuldade de respirar, outra razão que deixa muita gente temerosa sobre usar máscaras durante a prática de exercícios físicos é que isso pode concentrar partículas por muito tempo sobre a boca e o nariz.

Para verificar a validade desses temores, uma pesquisa realizada no Laboratório de Performance Humana (LPH) da Casa de Saúde São José , na capital carioca, comprovou que usar máscaras de proteção facial nessa situação não faz mal para a saúde.

Os médicos da instituição recrutaram 12 voluntários que usavam máscaras enquanto pedalavam por 12 minutos (6 com carga leve e 6 com carga moderada). Os pesquisadores constataram uma redução da frequência respiratória — o que é considerado normal por especialistas, pois se trata de um mecanismo de adaptação do corpo para vencer a resistência provocada pela máscara no processo de inspiração e expiração.

Os médicos concluíram que a máscara apenas proporciona sensação de desconforto (como o aumento da temperatura na região do rosto) e não aumenta os riscos de contaminação. Muito pelo contrário: ela é, junto com uma lavagem mais frequente das mãos e o distanciamento social, a única forma de reduzir as chances de circulação do coronavírus.

Dicas

Uma das melhores dicas para conseguir manter a respiração sem desconforto durante a prática de exercícios usando máscara é tentar manter um ritmo leve/moderado nas atividades aeróbicas (como caminhadas, ciclismo e corrida).

Usar máscara de proteção fácil só antecipa o momento em que há a elevação dos batimentos. Isso faz com que as pessoas cardíacas precisem de recomendações e acompanhamentos mais detalhados para não terem sua saúde comprometida de nenhuma forma.

Assim, respirar mais rápido acaba gerando mais dificuldades para a respiração em si, já que, ao fazer isso, a pessoa não fornece tempo suficiente para a realização dessa troca de ar (que ocorre mais lentamente em função da presença da máscara). Por isso, o ideal é procurar respirar mais profundamente.

Outra dica que pode ajudar na hora dos exercícios é preferir máscaras feitas de malha contendo duas camadas de tecido hidrofóbico, o que reduz a umidade na região coberta. As máscaras feitas totalmente de algodão esquentam mais e acabam por restringir a ventilação. A N95 (a máscara mais potente no que se refere à filtragem de ar) também não é a melhor opção durante os exercícios.

Uma recomendação fundamental é não tocar os olhos, boca ou nariz com as mãos enquanto realiza atividades físicas, pois essa é a principal maneira de levar o vírus para o seu corpo.

Por fim, evite usar máscaras úmidas pois, além de provocar desconforto e dificultar ainda mais a respiração, isso faz com que o acessório perca sua utilidade. Se você costuma transpirar bastante ao realizar exercícios, é recomendado trocar a máscara a cada 30 minutos.

Deixe comentário